Não deixe o medo te dominar

Tempo de Leitura: 02 minutos


Você já sentiu que estava preso por causa do medo? Teve a impressão que seus temores estavam te dominando e tirando de você coisas importantes da sua vida?

Arianna Huffington disse: “Não ter medo é como fazer musculação. Quanto mais eu me exercito, menor a chance de meus temores me dominarem“.

E psicologicamente falando, é exatamente assim que acontece.

Por algum motivo desenvolvemos medo, insegurança, receio de algo. Seja por experiências traumáticas, falta de confiança própria, problemas com a construção da nossa identidade, baixa autoestima, ou qualquer outra razão, começamos a temer.

Sim, eu tenho medos

Então nos vemos perdendo coisas importantes no meio do caminho pois, o medo tira de nós as oportunidades. Ficamos estagnados olhando a vida passar e paralisados com a possibilidade de algo dar errado.

Quando se está nessa situação, em que o medo é paralisante, o ideal é procurar ajuda psicológica, pois você pode estar com algum problema psicológico e/ou emocional.

Esse profissional pode te ajudar a enfrentar seus medos de acordo com os recursos que você tem, de forma que consiga superar, aos poucos, o que tem te prendido.

É fundamental você continuar fazendo os movimentos que conseguir.

Suponhamos que você tenha sido demitido e isso te causou uma grande insegurança profissional. Não se percebe competente, acredita que não conseguirá exercer suas atividades de forma satisfatória, etc.

Não permita que esta insegurança interfira em outras áreas da sua vida, como por exemplo a afetiva, social, acadêmica, dentre outras.

Se o seu problema é profissional, continue se movimentando, nas demais áreas, enquanto procura por ajuda.

Exercitando

Quanto mais você se movimenta, como por exemplo: atividades, se relaciona, faz exercícios físicos, cuida de si mesmo, está ativo no seu dia a dia, mais distante os medos ficam.

Estar em atividade pode deixar evidente que você é capaz de manter sua vida em funcionamento.

Cada vez que você se exercita, pode comprovar para si mesmo que é mais capaz do que imaginava, e então os medos começam a diminuir.

Eu já passei desse ponto

Mas infelizmente, em alguns casos, o medo é tão paralisante que interfere nas demais áreas da vida. Assim sendo, faça os movimentos que conseguir, como sair de casa, organizar o ambiente em que você vive, se relacionar com amigos mais próximos, e procure ajuda profissional o mais rápido possível.

Perceber que o medo tem que atrapalhado é importante, mas notar que ele está te paralisando é um sinal claro de que você precisa de ajuda para fazer essa musculação que a Arianna disse.

Algumas pessoas conseguem malhar sozinhas, outras precisam de um personal. Não é diferente no aspecto psicológico.

Se você tem notado que seu medo está muito intenso e que precisa de ajuda para continuar a vida normalmente, me procure. Vamos Conversar? 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *